O poder da alimentação na menopausa

Há uma condição inevitável para todas as mulheres com o avançar da idade, a chamada menopausa.

É o final da idade fértil, que pode acontecer mais cedo ou mais tarde, mas que geralmente ocorre após os 50 anos.

A menopausa traz alterações hormonais, de peso e estrutura física, podendo provocar acúmulo de gorduras localizadas no abdómen e um alargar geral da silhueta.

Mas pior ainda, pode levar a quadros de osteoporose, que afeta uma em cada três mulheres na pós-menopausa.

A osteoporose representa uma fragilidade óssea e significa que durante o resto da vida o risco de fraturas ósseas por fragilidade ultrapassa mesmo o risco de cancro da mama. No entanto, este risco pode ser diminuído através de um estilo de vida adequado, que inclui um regime alimentar equilibrado e prática de exercício físico que seja focalizado na manipulação/elevação de pesos. É trabalhar com pesos que vai desenvolver a massa óssea.

Deve haver uma ingestão adequada de cálcio, vitamina D e de proteínas, que podem ser proteínas vegetais. Uma das combinações de eleição é o vulgar feijão com arroz, que fornece todos os aminoácidos essenciais ao organismo.

Estar na menopausa não é o final da vida, apenas requer que a mulher cuide de si de uma forma mais focada para se manter jovem, ativa e cem por cento saudável.

Fonte: VIP

Tópicos: 
Dicas úteis
Consentimento de cookies