Golpe de calor: mais vale hidratar do que remediar…

Todos nós já ouvimos falar de golpes de calor no verão quando as temperaturas são muito altas.

Desta forma, devemos ter cuidado para lutar contra os efeitos nocivos do calor em demasia e preocuparmo-nos com a hidratação do nosso corpo. Estes cuidados devem ser redobrados quando falamos das crianças e dos mais idosos.

Os golpes e calor ou sintomas de insolação acontecem quando a pessoa está desidratada e não consegue produzir suor suficiente para arrefecer o corpo.  Os sinais de alarme são dor de cabeça, vertigens (uma sensação de andar à roda) ou fadiga.

Se já sentiu febre, tonturas, vermelhidão na pele, náuseas, respiração ofegante, dores de cabeça ou cãibras deve estar a passar por um problema deste tipo, ainda que para se tratar de insolação a temperatura corporal tenha de chegar aos 40/41ºC, levando o doente a perder a consciência e/ou ter convulsões.

O golpe de calor pode provocar alterações permanentes ou a morte, se não for tratado de imediato. Se sentir estes sintomas ou estiver com alguém que aparente tê-los  e não for possível transferir rapidamente a pessoa para um hospital, esta deverá ser envolvida em lençóis ou panos molhado ou ser submersa em água, seja de uma banheira, rio ou riacho, e deve-se ainda arrefecer a pessoa com gelo enquanto espera por ajuda médica.

No entanto, há formas de se hidratar e prevenir esta situação. Deixamos algumas sugestões:

•    Evitar ir à praia em dias de muito calor e a exposição solar entre 11 e as 17h;
•    Usar um protetor solar diariamente com SPF 30 ou superior, inclusivamente no cabelo;
•    Usar chapéu e óculos de sol sempre que sair à rua;
•    Usar roupas leves feitas de algodão;
•    Beber no mínimo 2 litros de água por dia;
•    Evitar refrigerantes, bebidas com açúcar e bebidas alcoólicas;
•    Evitar fazer esforços e descansar à sombra;
•    Fazer refeições leves e pouco condimentadas;
•    Tomar vários banhos por dia com água fresca;
•    Deixar as janelas abertas durante a noite para que haja corrente de ar.

Tópicos: 
Dicas úteis
Consentimento de cookies